Meu Perfil
BRASIL, Sul, LAGES, CENTRO, Homem, walderas@hotmail.com
MSN - (49) 9983 - 1909



Histórico


    Votação
     Dê uma nota para meu blog


    Outros sites
     Barão
     Edson Varela
     Paulo Chagas
     Alô Negocios Dico
     GRUPO CHIMANGO
     Bruno Valdéras
     Vozes da Serra - Eder Goulart
     Fernando Cavazzola
     Correio Lageano Jornal
     Toninho Goulart
     Tião de Oliveira Web Rádio
     " target="_blank">Twitter
     Revista Expressiva
     Cris Menegon
     Adailton Camargo Lages Pode Acredite


     
    Blog de pedro valderas


    O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://www.estadao.com.br/noticias/geral,museu-da-cbf-usa-interatividade-para-contar-historia-do-futebol-brasileiro,1533627O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://www.estadao.com.br/noticias/geral,museu-da-cbf-usa-interatividade-para-contar-historia-do-futebol-brasileiro,1533627O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://www.estadao.com.br/noticias/geral,museu-da-cbf-usa-interatividade-para-contar-historia-do-futebol-brasileirO material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://www.estadao.com.br/noticias/geral,museu-do-11-de-setembro-recebe-mais-visitantes-que-o-esperado,151839

    Historiadores denunciam abandono do Museu do Expedicionário

    Especialistas reclamam da infraestrutura, doação de peças e atendimento.
    Diretoria admite que o prédio, que fica em Curitiba, precisa de reparos.

    Do G1 PR


    Museu do Expedicionário reúne objetos e documentos da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial (Foto: Juliano Martins/SMCS)Museu do Expedicionário reúne objetos e documentos da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial (Foto: Juliano Martins/SMCS)

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Historiadores paranaenses denunciam o abandono e demonstram preocupação em relação à conservação do Museu do Expedicionário de Curitiba. O local, considerado um dos mais importantes museus sobre a participação brasileira na Segunda Guerra Mundial, reúne documentos e objetos que contam um pouco da história da Força Expedicionária Brasileira (FEB) na batalha de Monte Castelo, em 1945, na Itália.

    A doutora em História Cultural e representante da Associação Nacional dos Veteranos da FEB em Curitiba, Carmem Lúcia Rigoni aponta problemas na infraestrutura do museu, no atendimento e principalmente sobre as decisões arbitrárias da diretoria da Legião Expedicionária Paranaense (LEP), que administra o local em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura (Seec).

    “O museu está morrendo, ele está se fechando em si, pois a diretoria não dá um passo à frente daquelas escadarias”, disse Carmem. Para a historiadora, os principais motivos da deterioração do local são a falta de rotatividade na direção da LEP - a atual diretora está pela terceira vez seguida no mandato - e a política adotada pelo museu, que exclui civis da administração, mantido apenas por militares.

    A fachada do museu apresenta rachaduras (Foto: Arquivo Pessoal)A fachada do museu apresenta rachaduras
    (Foto: Arquivo Pessoal)

     

     

     

     

     

     

     

     



    Escrito por valderas pedro valderas às 16h03
    [] [envie esta mensagem] []




    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]